quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Fafá de Belém levou R$ 100 mil reais para cantar na inauguração de um praça no munícipio de Ananindeua no Pará

 
Fafá de Belém levou R$  100 mil reais para cantar na inauguração da Praça matriz de Ananindeua. Uma boa grana. Veja aqui
 
Leia no quadro grifado abaixo o que a cantora falou do munícipio de Ananindeua:

 
 
 

 

 

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Mostra de Filmes LGBT em Belém


 
Mostra de Filmes LGBT de 2014 está acontecendo  no IAP, ao lado da Basílica de Nazaré. Com inicio ás  19h,  A entrada é  1kg de alimento não-perecível.

Programação:
16/09 - Hoje eu quero voltar sozinho;
17/09 - Pelo Malo;
18/09 - Flores Raras;
19/09 - Azul é a cor mais quente;
20/09 - À flor da pele;
21/09 - Praia do Futuro.

Sete dos 11 candidatos à Presidência não têm plano de ciência e tecnologia

Confira as principais propostas dos candidatos a presidente para ciência e tecnologia
Da Agência Brasil

Apenas quatro dos 11 candidatos à Presidência da República apresentaram propostas de estímulo à área de pesquisa e inovação nos programas de governo entregues à Justiça Eleitoral. Os presidenciáveis reconhecem a importância do setor para a competitividade produtiva do país e, as promessas, o priorizam a revitalização do sistema existente em órgãos como o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação e a revisão de regulamentações sobre o setor.
Confira as propostas dos candidatos à Presidência para ciência e tecnologia:

Aécio Neves (PSDB) promete apoio para que universidades públicas e instituições de pesquisa invistam mais na infraestrutura de pesquisa e defende o ensino da tecnologia associado à resolução de problemas sociais e a uma atitude empreendedora. O tucano quer estruturar um Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia & Inovação e revitalizar o Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia, como órgão colegiado, com representação nacional. Segundo ele, é preciso articular políticas de educação e ciência, tecnologia e inovação e criar um programa nacional para formação de pesquisadores. Para Aécio, a pesquisa brasileira precisa alcançar padrões internacionais para impulsionar a economia, diversificando as atividades e agregando valor. Ele garante que vai estabelecer um programa para internacionalização da ciência brasileira, envolvendo intercâmbio de pesquisadores e atração de cientistas internacionais, e criar uma estratégia para incentivar a pesquisa e a inovação nas empresas públicas e privadas. Outras promessas do candidato são apoiar incubadoras de empresas em articulação com as universidades, estimular a pesquisas de extensão voltadas para a agricultura familiar e apoiar a Embrapa na pesquisa em agroecologia.

Dilma Rousseff (PT) defende a inovação como uma das ferramentas para aumentar a competitividade produtiva do país. A candidata à reeleição promete implantar plataformas do conhecimento como uma das estratégias para acelerar a geração de inovação a partir da interação entre cientistas, instituições de pesquisa e empresas. Segundo ela, isso permitirá acelerar a produção de conhecimento e sua transformação em produtos e processos inovadores “fundamental para o crescimento de competitividade de nossa economia”. Dilma também se compromete a adotar políticas industrial, científica, tecnológica e agrícola para reduzir os custos de investimento e produção, a partir dos estímulos a inovação que reduzam custos logísticos e melhorem o ambiente de negócios do país.

Eduardo Jorge (PV) não tem propostas específicas sobre o tema.

Eymael (PSDC) defende um plano nacional de apoio à pesquisa “tanto em seu aspecto de investigação pura, como no campo da pesquisa aplicada.”

Levy Fidelix (PRTB) não apresenta propostas.

Luciana Genro (PSOL) não apresenta propostas sobre o tema.

Marina Silva (PSB) garante que vai ampliar os investimentos públicos e estimular os investimentos de empresas em pesquisa e desenvolvimento. Segundo ela, o investimento total deve representar cerca de 2% do Produto Interno Bruto (PIB), se aproximando do padrão dos países líderes mundiais. A ex-senadora também afirma que vai aumentar o orçamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e fazer com que o Fundo Setorial do Petróleo volte a ser alocado no Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) e não seja contingenciado. Marina quer recuperar programas do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e de agências de apoio à pesquisa básica, aperfeiçoar o Programa Ciência sem Fronteiras e criar um programa de atração de talentos com foco nos pesquisadores mais jovens. O rol de promessas da candidata também inclui o estímulo para que estados e municípios invistam em inovaçao e para a criação de parques científicos e tecnológicos que atraiam investimentos privados nacionais e internacionais. Outra medida apresentada é a revisão da Lei de Inovação para dar segurança jurídica e solucionar contradições legais existentes no texto.

Mauro Iasi (PCB), Pastor Everaldo (PSC), Rui Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU) não apresentaram propostas.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Racistas cadeia neles!



Esse crime não pode ficar impune. Basta de Racistas safados, cadeia neles! A Policia Federal tem que entrar nesse caso. quem lembra do caso da professora racista da UEPA? Na esfera estadual nada vai acontecer, nada (aqui no Pará, tem o esquema familiar de amigos,  políticos que protege  essa corja...) e esses racista vão ficar impunes? tem que ser com a polícia federal e justiça federal, para mandar esses malditos para cadeia. Entenda o caso http://www.diarioonline.com.br/noticias/para/noticia-301494-.html

Em entrevista Ministro do TSE fala que contratar 30% de "cabo eleitorais" em uma cidade é compra de votos




Via TV Justiça
O ministro Henrique Neves, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). esclarece questões importantes sobre campanha eleitoral, como prazos para troca de candidatos, regras para, contratação de cabos eleitorais, limites e tipos de gastos e campanha pela internet. Ele esclarece, ainda, porque os chamados showmícios estão proibidos.

sábado, 13 de setembro de 2014

Lei de autoria do Vereador Cleber Rabelo (PSTU) deve gerar empregos para operárias no município de Belém

 
A Lei que determina a contratação de 15% de mulheres nas obras habitacionais da prefeitura de Belém, de autoria do Vereador Cleber Rabelo  (que esse ano disputa uma vaga de deputado federal na coligação Psol/PSTU), deve aumentar o número de mulheres empregadas na cidade.   A Lei é um grande incentivo para que outros órgãos, prefeituras e o governo do estado sigam este exemplo.  O setor da construção civil há pouco tempo era do “clube do bolinha”, só tinham homens trabalhando, hoje temos operárias nas obras, mas ainda são poucas. Outro fato que chama atenção é  uma das bandeiras do Sindicato dos trabalhadores da construção civil de Belém, a classificação e qualificação das trabalhadoras. Em Belém as empresas do setor da construção civil, têm tratado as mulheres como no século passado, por mais que estudem e se habilitem a serem profissionais, as mulheres entram na obra serventes e saem serventes, os empresários só  assinam as carteiras profissionais das operárias como serventes . A Lei que determina 15% de mulheres nas obras pode ser um passo para que elas tenham seus direitos respeitados como profissionais. 

Eleições 2014: prognóstico da bancada do Pará na Câmara para a legislatura 2015-201


Veja abaixo as coligações formadas, o prognóstico de eleição por partido e a relação nominal dos candidatos com chance na disputa eleitoral de 2014.
Coligações
União pelo Pará
(PSDB/PSD/PSB/PP/PSC/PTB/PPS/PTdoB/PTC)
Defendendo o Pará
(PR/DEM/PHS/Pros/PCdoB/PSL/PDT/PPL)
Todos pelo Pará II
(PMDB/PT)
A Força da nossa gente
(PRB/SD)
Avança Pará
(PMN/PRP/PEN)
Frente de esquerda – mudança pra valer
(PSol/PSTU)
Candidatos competitivos
Partido
Situação/Referência
Prognóstico
Elcione Barbalho
PMDB
Reeleição
2 a 3
José Priante
PMDB
Reeleição
Paula Titan
PMDB
Nova – filha do prefeito de Castanhal Pulo Titan
Simone Morgado
PMDB
Nova - deputada estadual
Joaquim Campos
PMDB
Novo – apresentador de programa de TV
Cláudio Puty
PT
Reeleição
4 a 5
Beto Faro
PT
Reeleição
Zé Geraldo
PT
Reeleição
Carlos Martins
PT
Novo – ex-deputado estadual
Ana Julia Carepa
PT
Nova - ex-governadora
Milton Zimmer
PT
Novo - deputado estadual
Nilson Pinto
PSDB
Reeleição
1 a 2
Wandenkolk Gonçalves
PSDB
Reeleição
Ademir Andrade
PSB
Novo - ex-senador
0 a 1
Delegado Eder Mauro
PSD
Novo – Delegado muito popular no estado
0 a 1
Nélio Aguiar
PMN
Novo - deputado estadual
0 a 1
Julia Marinho
PSC
Nova - mulher do deputado federal Zequinha Marinho
0 a 1
Josué Bengtson
PTB
Reeleição
0 a 1
Carlos Couto
PTB
Novo – advogado, seu pai foi vereador em Belém
Arnaldo Jordy
PPS
Reeleição
0 a 1
Gerson Peres
PP
Novo - ex-deputado federal
0 a 1
Jorge Panzera
PCdoB
Novo – ex-secretário de Esportes do Pará
0 a 1
Lucio Vale
PR
Reeleição
0 a 1
Dudimar Paxiuba
Pros
Reeleição
0 a 1
Giovanni Queiroz
PDT
Reeleição
0 a 1
Raul Batista
PRB
Novo – vereador em Belém e pastor
0 a 1
Wladimir Costa
SD
Reeleição
1 a 2
Raimundo Valry de Morais
SD
Novo – suplente de deputado federal
Zeca Pirão
SD
Novo – vereador em Belém e presidente do Clube doRemo
Edmilson Rodrigues
PSol
Novo - ex-prefeito e deputado estadual
0 a 1